segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Menino Indigo - Matias De Stefano

Matias De Stefano, Argentino, 22 anos é um índigo que recorda de suas vidas passadas e tem um vasto conhecimento sobre o momento atual de transição planetária e sobre a historia do nosso Universo. Neste video ele nos conta seu conhecimento nos alertando e ajudando a compreender certos topicos como:

*O que é a Alma?
*A origem do Espírito
*A origem da humanidade
*A historia do Planeta
*A historia de Atlantida, Lemuria, dos Extra-Terrestres
*A historia do Universo
*O que é Deus
*As multiplas Dimensões que existem
*As crianças Índigo e Cristais
*A data 21 de dezembro de 2012
*Quem nós somos
*Qual é a nossa missão
*Entre outras coisas


terça-feira, 8 de novembro de 2011

Fortaleça a sua consciência de outros estados além do físico, comunique-se profundamente dentro do seu ser e aprenda a confiar em suas próprias respostas.

Querido,

Você está aqui neste planeta para se desenvolver plenamente. Quando os filósofos antigos afirmaram “Conheça a si mesmo”, eles estavam falando do poder da autoconsciência. Isto significa não apenas a consciência do eu físico, ou mesmo do mental e emocional. Conhecer-se verdadeiramente significa um real discernimento do seu ser como um ser multidimensional.

Você tem o poder dentro de você para conhecer os planos da realidade além do mundo tridimensional no qual vive. Na verdade, desenvolver uma consciência destes outros estados cria uma ligação com a alegria e o amor que muitos estão buscando. Estas qualidades que você verdadeiramente deseja na vida estão além do plano físico. Elas existem no estado expandido da consciência que é o seu vínculo com Deus, com a Fonte do seu próprio ser. Comungar dentro do seu ser é encontrar estas qualidades. Isto exige uma disposição de ver além do seu eu exterior, e de reservar o tempo necessário para criar uma consciência de amor e de luz em seu interior.

PRÁTICA

Quando você se senta em silêncio e toma respirações equilibradas, profunda e lentamente, há resultados imediatos na mente, corpo e espírito. Imagine que você esteja em um pilar de luz dourada, que une o Céu à Terra através de você. Isto lhe permite ampliar a sua consciência. Quando você adiciona a prece para o que quer em sua vida, você permite que a graça dos Anjos trabalhe para você.

Neste plano de livre arbítrio da existência, você precisa pedir o auxílio deles ou eles não interferirão. Isto não significa necessariamente uma prece formal. Pedir pode ser tão simples quanto dizer as palavras para as qualidades que você quer em sua vida e criar uma vida mais abundante e cheia de alegria. Isto lhe permite se ligar ao seu Eu Superior e aos seus Anjos da Guarda, então você estará se comunicando com os níveis mais profundos do seu ser.

A partir deste espaço, as respostas que você receber será de um nível da Ordem Divina, e tudo o que se segue será para o bem supremo de todos os interessados. Você receberá a intuição e conhecerá as ações e palavras que melhor o ajudarão com os desafios que você enfrentar. Uma vez que comece a agir a partir de sua orientação intuitiva, você começará a confiar em seu ser. A vida parecerá mais fácil. Você não precisará continuar a procurar as respostas nos outros. A cada fibra do seu ser você saberá qual é a verdade em sua vida.

Confiar em seu ser não significa que você esteja sozinho, pois você nunca está sozinho. Em todos os momentos você tem os seus Anjos para ajudá-lo. Alguns estiveram com você por eons de tempo. Ao trabalharem em harmonia com a Luz de Deus, eles o conhecem no nível mais profundo de sua alma. É reconfortante saber que você está sempre envolto em suas asas de puro amor e que é cuidado além de sua capacidade de compreender.

É esta ligação dentro do ser que a maioria das pessoas está procurando. Elas têm fome de conhecimento do amor que existe dentro deles. Ele está prontamente disponível através da prece e assim reserve um tempo para se sentar e respirar na luz e no amor de uma maneira consciente. Assim, dê ao seu ser a dádiva de se sentar na luz e no amor todos os dias por cinco minutos. É uma coisa simples que lhe proporcionará uma alegria maravilhosa.

Os Anjos estão prontos agora para levá-lo para a luz do seu verdadeiro Ser. Crie um relacionamento consciente com o seu Poder Superior e encontre a alegria que você tanto deseja ter. Peça ajuda aos Anjos. Comece a fazer isto a cada dia e os milagres irão certamente ocorrer, pois os milagres são o seu direito nato e o estado natural do seu ser. Saiba que você merece ter a sua vida cheia de Amor, de Alegria e de Milagres. Aprenda a se comunicar interiormente e confie em sua própria verdade. Esta é a maneira que você viverá o seu potencial mais pleno e cumprirá o seu destino mais elevado na Terra.

Nós o amamos e o abençoamos com tudo o que é bom. Lembre-se da mensagem de hoje dos Anjos:

FORTALEÇA A SUA CONSCIÊNCIA DE OUTROS ESTADOS ALÉM DO FÍSICO, COMUNIQUE-SE PROFUNDAMENTE DENTRO DO SEU SER E APRENDA A CONFIAR EM SUAS PRÓPRIAS RESPOSTAS.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

10 Enganos Espirituais



Quando começamos a percorrer o caminho espiritual, procuramos a perfeição em nossas vidas. Tratamos de melhorar o nosso caráter, costumes, ideias, alimentação, e até a vida social. Às vezes, fazemos sacrifícios com a finalidade de alcançar uma vida mais plena e feliz; no entanto, muitas vezes não chegamos ao estado de êxtase ou plenitude que desejamos. A decepção pode levar-nos a rejeitar a disciplina que tínhamos empreendido, ou no pior dos casos, pode desmoralizar-nos até o ponto de pensar que “Deus se esqueceu de nós”. Qualquer que seja a reação, está só nos mostrando que cometemos um erro. E um erro pode ser corrigido. O Universo funciona como um grande computador: é preciso saber tocar nas teclas adequadas para obter o que se deseja. Quando não o estamos fazendo, o computador detém-se, espera fria e silenciosamente o sinal elétrico correto. O Universo tem suas “teclas” e a Metafísica ensina-nos quais são. Algumas escolas esotéricas adulteram estes ensinos, talvez sem nenhuma má intenção, o que leva muitas pessoas a cometerem erros e a frustrarem-se nas suas expectativas. Alguns dos erros mais comuns são os seguintes:


1) ENVOLVER-SE NUMA BOLHA DE PROTEÇÃO, OU NUMA LUZ, OU NUMA COR, OU EM ANJOS, OU EM QUALQUER OUTRA FORMA QUE PROTEJA DOS PERIGOS QUE EXISTEM FORA

A única coisa que logra este tipo de exercício é fomentar a idéia de que algo externo pode ter mais poder que nós. A nossa mente percebe que há algo ali fora que pode, por exemplo, machucar-nos ou fazer-nos mal. Mas, segundo os ensinamentos espirituais, TUDO É DEUS; portanto, nada pode fazer-nos mal. Na realidade, deveria praticar-se algum tipo de exercício de reconhecimento da segurança pessoal. Este exercício poderia dizer: “Vá onde for, estou sempre a salvo, estou rodeado de irmãos, vivo no mundo que Deus criou e só vejo amor em todo lado”. Em síntese, ao escolher que exercício mental ou meditação fazer, deveremos procurar aquele que nos lembre a natureza divina da vida e não o perigo que percebe o nosso ego. Muitas pessoas crêem que repetindo certas afirmações podem transformar a sua situação pessoal, o que é um erro. Não são os pensamentos que determinam a nossa realidade senão as nossas “crenças”. Somente os pensamentos que internalizamos e tomámos como a nossa verdade são os que se manifestam. Dito de outra maneira, aquilo que “sentimos” internamente que é assim é o que toma forma no mundo externo. A mente humana produz uma média por pessoa de 60 mil pensamentos diários, a maioria dos quais são negativos. As afirmações são necessárias para lograr implantar uma crença nova na nossa mente subconsciente e a repetição destas afirmações é um procedimento adequado, mas até adicionarmos a emoção ou sensação que acompanha essa ideia não a internalizamos como uma verdade dentro de nós. A repetição de palavras carentes de emoção não é efetiva. Portanto, se eu repetir “Vá onde for, estou sempre a salvo”, mas não me sinto realmente seguro, de nada me servirá. É necessário selecionar exercícios mentais, meditações ou visualizações que fomentem as crenças de paz, harmonia e prosperidade.

2) ENVIAR LUZ AOS OUTROS PARA QUE MELHOREM

Pode enviar-se luz ou energia a outras pessoas para que se curem de certa doença, para que melhorem sua situação econômica, a sua vida afetiva, e demais. A maioria destes exercícios são mais parecidos com uma forma de manipulação do que com uma verdadeira ajuda espiritual. Primeiro e principal: se for ajudar a outro, é preciso ter certeza de que a pessoa o peça e o necessite. Se isto não acontece, temos que trabalhar com o que estamos percebendo, porque o problema é algo pessoal que diz respeito a nós próprios e não à pessoa que está sofrendo. A maioria dos problemas são apenas momentos de prova que está vivendo um indivíduo; são necessários e muito úteis para “despertar da sua consciência”. Nunca sabemos na realidade quão importante pode ser para cada pessoa a situação que está enfrentando em determinado momento. Podemos perceber essa situação como algo terrível, doloroso, injusto ou desnecessário, mas qualquer que seja a nossa interpretação, nunca será correta nem completa. Enviar luz à pessoa poderia acelerar ou entorpecer o seu ritmo pessoal. Nossa intervenção é desnecessária e a maior parte das vezes, não é mais do que um desejo egoísta de que a pessoa resolva rápido o seu problema porque este nos produz angústia ou dor. Em lugar de enviar luz aos outros cada vez que passar uma situação difícil, começa por enviar luz a si mesmo para que seu Mestre Interior lhe faça ver a Verdade que está atuando na situação.

3) CRER QUE VAMOS EM DIREÇÃO A DEUS, QUE EVOLUÍMOS ESPIRITUALMENTE

Não vamos em direção a Deus, JÁ ESTAMOS EM DEUS. Tudo o que nos rodeia forma parte do grande corpo universal de Deus. Não evoluímos espiritualmente. O nosso Espírito é Perfeito e Completo; não pode nem tem de evoluir. Na realidade, é um problema semântico, já que a evolução espiritual não existe. O que queremos deixar perceber com isso é o despertar da nossa consciência a essa perfeição e quanto mais rápido o fazemos, mais plenos e felizes vivemos. Talvez o erro provenha dos ensinamentos religiosos que nos dizem que Deus está “no céu”, como se nós estivéssemos separados d´Ele. Nós e o “céu” somos UM, e devemos aprender a reconhecê-lo e a vivê-lo; nisso consiste a nossa Evolução de Consciência ou Despertar Espiritual. 

4) ANGUSTIAR-SE OU PREOCUPAR-SE QUANDO HÁ UM FAMILIAR DOENTE OU ATRAVESSANDO ALGUM TIPO DE CRISE

Na nossa cultura está bem visto que uma pessoa se aflija ou sofra ao mesmo tempo que os seus seres queridos; no entanto, isso só aumenta o pesar. E interpretarmos o nosso pesar desde outro nível significa que acreditamos mais no poder da doença ou a crise do que na solução. Quando uma pessoa se aflige pela doença de um ser querido, agrava essa doença, dá-lhe mais força e poder. A solução é fazer um esforço pessoal e reconhecer que, para além do nosso entendimento, há uma Inteligência Superior que está agindo e que tem o poder de restaurar completamente o nosso ser querido, se assim o deseja a pessoa. O mesmo acontece com qualquer tipo de problema ou crise. Se nos afligimos, é porque o nosso ego aceitou que há uma força mais potente do que o Poder Divino.

5) ACREDITAR QUE ALGUÉM FOI “ESCOLHIDO” POR DEUS

Muitas pessoas que estudam em escolas esotéricas sentem-se especiais e evoluídas. Sentem que Deus os levou ao lugar adequado para o seu crescimento e evolução; que a informação que vai receber é muito importante e não pode divulgar-se a pessoas que não estão tão evoluídas, porque não têm a capacidade para entendê-la ou para lhe dar um bom uso. Esta presunção converte-se em uma forma de arrogância nada espiritual, que nos faz pensar que somos privilegiados, especiais, eleitos, e que os outros estão desencaminhados ou perdidos na vida. Esta forma de arrogância também se vê nas religiões que se sentem proprietárias de Deus. Se alguém não segue o seu culto, está perdido. No Universo existe um só Deus e é o mesmo para Todos. Os humanos inventam diferentes maneiras de lhe render culto, criam dogmas e doutrinas, mas, em essência, todos adoramos o mesmo Deus. Todos somos iguais ante os olhos de Deus. Para Ele, ninguém está mais à frente nem mais atrás. Ninguém vale mais nem menos. Qualquer interpretação e classificação como ser especial corresponde ao terreno do ego humano e não ao terreno do divino.

6. SACRIFICAR-SE POR OUTROS

Não há nada mais inútil e insatisfatório que sacrificar-se pelos outros. As tarefas que se façam pelos outros deverão fazer-se com amor ou, caso contrário, evitar-se. Tudo o que se faz com amor é prazeroso; portanto, não pesa nem incomoda. Pelo contrário, tudo o que se faz com sacrifício gera pressão interna, rancor, aborrecimento, incómodo e, as vezes, até ódio.O sacrifício pelos outros está aprovado socialmente e está muito bem conceituado. Alguém pode sacrificar-se, por exemplo, pelos filhos, pelos pais, pelo companheiro, pela profissão, pelas crianças desamparadas, por alguém doente, pela instituição religiosa à qual pertence, pela empresa que lhe dá trabalho. A lista poderia ser interminável e nada mais é do que uma amostra da ação errônea do nosso ego. O sacrifício vai junto com a manipulação. Por exemplo, uma mãe que deixou a sua vida de `lado pelos seus filhos, cedo ou tarde, usará a sua atitude como válida para exigir algo deles; o namorado ou namorada que muda a sua rotina e deixa de fazer certas atividades pelo outro tratará depois de exigir o mesmo.A próxima vez que você se sacrificar por alguém, procure saber primeiro se esse alguém lhe pediu. A atitude de mártir não leva em direção a Deus como muitos crêem, só o caminho do amor. Faça as coisas com amor ou então não faça nada.

7) DEPENDER DE AMULETOS, SANTINHOS, CRISTAIS, VELAS, IMAGENS, OU QUALQUER OUTRO TIPO DE ELEMENTO

É certo que os materiais têm a sua própria energia e que o contato com eles (especialmente, com certos cristais de quartzo) produz mudanças na nossa vibração pessoal e podem ajudar-nos no processo curativo. Também é certo que algumas figuras, imagens e cores produzem reações psicológicas que nos estimulam; às vezes para o bem, outras para o mal. Os santinhos e outros objetos, tais como correntes com cruzes, estrelas de David e demais lembram-nos nossas posturas espirituais. O problema é que a maioria destes elementos se converte em amuletos e damos-lhes mais poder do que na realidade têm. Há pessoas que se sentem indefesas sem a sua cruz, o seu santinho protetor, o seu cristal preferido ou qualquer outro amuleto da sua preferência. O amuleto passa a ser Deus. Viver dependente de um objeto é limitar a divindade a esse objeto. Deus é Onipresente: está aqui, ali e em todo lado. O pior acontece quando uma pessoa extravia o seu amuleto ou este se parte. A maior parte das vezes isto interpreta-se como um presságio de que algo mau vai acontecer. Essa ideia é produto de crer que a pessoa se encontra sem a sua proteção e que, em consequência, os demônios e as energias negativas podem afetá-la. Vivemos num Universo Mental. “Tudo no que Acreditamos faz-se Realidade”. Porque não acreditamos então que o melhor amuleto do que disponho é a minha Natureza Divina? Ninguém nem nada pode despojar-nos do que somos realmente.

8) ACREDITAR QUE ALGUÉM PODE GUIAR OS OUTROS OU QUE PODE SER GUIADO

Sentir que graças a alguém outras pessoas se iluminam ou, pelo contrário, que a presença de outros nos devolve a luz é pura ilusão do ego. O verdadeiro Mestre é Interno, é a sua Intuição, a Voz do seu Espírito. Muitas vezes essa voz coincidirá com aquilo que você escuta fora e pensará que alguém lhe guiando. Mas, assim que você aceitar alguém como o seu ídolo, começará a fabricar a sua própria decepção. Acontece a mesma coisa se alguém lhe entronizou e lhe tomou como líder; em algum momento os problemas da sua vida pessoal o decepcionarão. Todos aprendemos e ensinamos ao mesmo tempo. Por tal motivo, é conveniente manter uma atitude receptiva com os sinais que recebemos do nosso ambiente e ver que ressonância produz no nosso interior. Você não é o salvador nem o Mestre de ninguém. Nenhuma vida depende dos seus conhecimentos nem dos seus esforços. Isto é certo também ao contrário. Ninguém lhe resgatará nem o salvará, exceto você mesmo. O melhor Mestre com que contamos está dentro de Nós. Fala-nos com voz suave e paciente, sem nos obrigar a nada; indica-nos sempre o caminho mais curto e mais feliz, dá-nos a ideia mais adequada e a resposta que racionalmente não podemos encontrar.Por isso, é conveniente praticar meditação e exercícios de relaxamento para poder escutar essa voz. Se você vive depressa, tenso, angustiado e com um ritmo acelerado, provavelmente não ouvirá a “voz da sua intuição” e procurará guias externos. Há pessoas que são muito positivas e estimulantes, e poderão ajudá-lo no início. Evite idolatrá-las e evite também ser idolatrado. Lembre sempre que o “Mestremais válido e acertado está sempre dentro de você”.

9) CRER QUE OS MESTRES ESPIRITUAIS SÃO AQUELES QUE NOS PROVÊEM DA INFORMAÇÃO TEÓRICA

Tendemos a cair muito facilmente na crença de que as pessoas que nos ensinam estão à frente e que já ultrapassaram muitas provas na sua vida. Em alguns casos, isto é totalmente certo; em outros, não. O fato de que uma pessoa transmita uma determinada informação não a coloca num grau superior. Deves lembrar que qualquer forma de idealização ou selectividade corresponde ao terreno do ego.Os verdadeiros mestres espirituais são aqueles que nos põem à prova e vêm “mascarados” de filhos, pais, patrões, amigos, inimigos, animais, plantas e demais. São aqueles que nos trazem problemas. Eles são os que realmente nos ensinam as lições que temos que aprender porque nos põem à prova. Todas as religiões do mundo ensinam que Deus é Amor, que viver com Deus significa expressar Amor aos outros. Algumas pessoas assistem a templos, igrejas, ou escolas esotéricas, onde recebem esta informação, mas depois vão às suas casas e brigam com os seus familiares, criticam os seus vizinhos, odeiam os seus patrões, os políticos, os animais, indivíduos de outras raças ou culturas. Eles ainda não aprenderam a lição e a vida levá-los-á a se enfrentarem uma e outra vez com a mesma situação ou pessoa... até que aprendam a mostrar amor. Fazendo uma comparação com o ensino tradicional, os líderes espirituais ou religiosos são os “livros” que nos dão a informação; as pessoas que nos trazem problemas são os mestres que “nos fazem o exame” para ver se passamos a prova ou não.Existe uma Lei no Universo: Tudo o que nos incomoda, complica, enreda, ou tudo o que odiamos, “contagia-nos”. Isto acontece até que aprendemos a amar a situação. Então, esse problema ou essa pessoa se convertem no mestre espiritual de esse momento.

10) CRER QUE ALGUÉM NÃO PODE ABORRECER-SE, TEMER, OU SENTIR QUALQUER OUTRA EMOÇÃO NEGATIVA POR ESTAR NO CAMINHO ESPIRITUAL

Esta crença leva-nos a uma grande repressão da ira e dos aborrecimentos, que fazem a sua reaparição mais tarde sob a forma de rancor, crítica ou repúdio. Enquanto estamos no plano terrestre, vivemos as sensações e as emoções deste plano. Algumas delas são muito agradáveis, outras não. Ter um conhecimento intelectual acerca da ação destrutiva de certas emoções não as faz desaparecer. Alguém pode saber quão mau é o aborrecimento e, no entanto, não consegue evitar aborrecer-se. Na realidade, sim consegue evitar aborrecer-se, ou assustar- se ou angustiar-se, mas isso exige treino.Durante dito treino, há momentos nos quais podemos dominar a raiva e a ansiedade, e outros nos quais nada pode nos acalmar. Uma vez que aparece o aborrecimento, o melhor é descarregá-lo da maneira mais positiva possível. É muito pior reprimir-se e intentar dizer: “Tudo está bem no meu mundo”, quando internamente está a sentir o desejo primitivo de querer atacar alguém.A maioria das pessoas que transitam o terreno espiritual é muito exigente consigo própria e pretende erradicar completamente da sua vida este tipo de reações. Isto não resulta desacertado mas se lograatravés de um processo. Sê amável contigo próprio e, de vez em quando, dá-te a permissão necessária para maldizer, bater numa almofada, gritar, chorar e expressar, como melhor te resultar, todas as emoções negativas que te toca viver.A maioria dos erros aqui enunciados está gerada pela atitude crítica do nosso próprio ego. O ego não pode desaparecer porque o necessitamos para atuar em este plano. A “solução” é alinhá-lo com o nosso Espírito. Amavelmente, podemos dizer-lhe ao ego que: “A partir de agora, deverá seguir as indicações de um novo Mestre amoroso, amável, paciente e permanente, que nunca julga e que sabe que sempre estamos dando nosso melhor”. Se seguirmos as indicações do nosso Mestre Interior, nunca falharemos.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Limpeza de 21 dias de Arcanjo Miguel

O Efeito Sombra

A Sombra é tudo aquilo que não queremos ser, mas somos. É aquele sentimento escondido de todos, e aquele desvio de comportamento que uma pessoa considerada boazinha possui. É o desejo de se entregar ao vício, de explodir, de brigar. É toda a energia que tentamos não ter.

Porém a Sombra é parte nossa, é algo bom. Escondida, pode transformar-se em maus pensamentos. Mas descoberta e compreendida, a Sombra nos levará ao caminho da plenitude! Sairemos da ilusão de que nossa obscuridade nos dominará e, em vez disso, veremos o mundo sob uma nova luz.

A empatia que descobrimos por nós mesmos dará ignição para nossa confiança e coragem à medida que abrirmos nosso coração a todos ao nosso redor. O poder que desencavamos nos ajudará a confrontar o medo que esteve nos segurando e nos incitará a seguir adiante, rumo ao nosso mais alto potencial. Longe de ser assustador, abraçar a sombra nos concede uma inteireza, permite que sejamos reais, reassumindo nosso poder, libertando nossa paixão e realizando nossos sonhos.

Os pequenos hábitos difíceis de mudar como exagerar na comida, na fofoca ou na critica aos outros podem ser o lado sombrio da nossa consciência, que ignoramos e precisamos encarar. O “assaltante” de geladeira que boicota a dieta, o consumista que se afoga em dívidas, o desempregado acomodado...

São muitos os exemplos, na esfera íntima ou coletiva, pessoal, institucional ou corporativa. A “Sombra” é aquilo que escondemos dos outros e até de nós mesmos, mas de que não podemos fugir. E quando somos pegos de surpresa pela nossa “Sombra”, então tomamos um golpe.







terça-feira, 30 de agosto de 2011

A Emoção de Aprender a Fluir a Energia

Uma coisa que temos observado em vocês, enquanto têm aplicado intencionalmente a lei da atração e os seus desejos de serem criadores intencionais, e querem deliberadamente permitir isto – o que temos notado em todos vocês, quase sem exceção, é que quando sentem emoções negativas, geralmente se recriminam. Quando têm uma emoção negativa, geralmente sentem que estão fazendo algo errado nesse momento. Mas nós nunca quisemos insinuar isto a vocês. Em outras palavras, nós realmente nunca tivemos essa intenção. Vocês adquiriram essa noção simplesmente porque estão acostumados a se recriminar; e porque o seu treinamento físico ensina-os muito claramente a saber o que vocês não querem, em vez de o que querem.

O que estamos querendo que percebam é que a emoção negativa é uma coisa maravilhosa, porque a emoção negativa faz parte daquele sistema de orientação que lhes mostra como vocês estão permitindo que a sua energia flua. Portanto, na próxima vez que sentirem uma emoção negativa, em vez de dizerem "Ai, que vergonha! Aqui estou eu fazendo isto de novo. Continuo fazendo isto. Continuo fazendo esta bobagem!" Em vez de se recriminarem, sintam gratidão Por terem CONSCIÊNCIA de estarem sentindo uma emoção negativa: "Ah, meu sistema de orientação está funcionando! Consigo perceber que a minha energia está fluindo na direção oposta daquilo que eu quero." Seja uma briga que estão tendo com um dos seus filhos, seja um animal que vocês não estão conseguindo entender, seja uma criança que não se comporta, seja um companheiro que não lhes dá o devido valor, seja falta de dinheiro, seja seu corpo que não colabora, seja um cachorro que os esteja mordendo… Não importa QUAL é a experiência que estão tendo no momento. A única coisa que importa é que através dela está vindo uma compreensão maior do que vocês querem. E se permitirem que a experiência negativa sirva como um catalisador para ajudá-los a identificar o que REALMENTE querem, e visualizarem que isto já aconteceu, ou falarem sobre isto, ou descreverem como seria estar nesse ponto onde isto já tivesse acontecido, ou se contarem para outras pessoas como isto seria maravilhoso, ou se lembrarem de algum momento em que estavam mais próximos disto que desejam… nesse instante sentirão a energia negativa ir embora. E as energias negativas irão embora. Nesse momento sua energia terá mudado e o seu novo ponto de atração terá começado. É tudo questão de como permitem que sua energia flua.

É tudo questão do que estão atraindo. E agora vocês sabem onde estão em cada instante. Então, se estivéssemos no lugar de vocês, seria assim que abordaríamos nossa vida daqui para frente: Tomaríamos mais decisões, a cada dia, sobre o que estamos querendo. Porque, ao tomarem mais decisões, chamam a atenção de todo o universo sobre vocês. O universo inteiro toma consciência de que vocês querem essas coisas. E todos os recursos que tiverem – o que inclui tudo e todos no universo – começam a se focalizar em vocês, em relação aos seus desejos. Vocês não precisam contar para eles – simplesmente conscientizem-se deles. No momento em que vocês mesmos sabem o que estão querendo, seu sistema de orientação começa a funcionar de um modo supremo. Seu sistema de orientação começa a lhes mostrar, a cada instante, onde vocês se encontram vibracionalmente em relação a essa nova decisão que tomaram. Então, se começarem a divergir – em termos de pensamentos, palavras ou ações – desta nova decisão que acabaram de tomar, vocês receberão uma advertência interna: "Você diz que quer isto, mas está vibrando aquilo. Quer tomar uma nova decisão? Hoje de manhã mesmo você falou que queria isto, na sua afirmação. Nós ouvimos você dizer que queria isto, mas agora você está pensando, vibrando e sentindo deste outro jeito. Quer tomar uma nova decisão?" E então vocês pensarão: "Sim, acho que é isto que eu farei. Posso sentir que a minha energia está fluindo no sentido oposto daquilo que eu quero. O que é que estou querendo?"

Neste ponto, declarem seu desejo outra vez. Digam novamente o que desejam. Falem sobre o motivo de quererem isto. SINTAM a energia voltando ao seu devido lugar com vocês.

Oh, amigos, é tão emocionante quando se começa a sentir a intencionalidade de direcionar o fluxo de energia. Vocês acham que é divertido ser suficientemente forte para pegar um monte de coisas e movê-las de um lado para o outro. ESPEREM ATÉ SENTIREM QUE O UNIVERSO INTEIRO ESTÁ FLUINDO ENERGIA COM O SEU DESEJO. Não há nada mais inebriante do que estar fisicamente focalizado em um ambiente com tantos outros participantes. Há tantos dados, tantas informações, tanto movimento, tantas coisas, tanta massa que vocês são capazes de mover com o poder dos seus pensamentos e do fluxo de energia – não existe nenhum local, em nenhum lugar do universo, onde um criador tem mais prazer do que exatamente aqui e agora onde vocês estão. Isto é como uma indescritível loja de brinquedos.

ENTÃO, quando sentem emoção negativa, isto não significa mais do que "Acabo de pegar a ferramenta errada." Em outras palavras, é mais ou menos como pegar a chave de fenda que tem a ponta fina, em vez daquela que tem a ponta em forma de estrela. Em outras palavras, não significa absolutamente nada! Não sejam tão duros consigo mesmos!

Isto não é uma coisa complicada. Este é um processo semelhante a estar se balançando numa gangorra, indo para o êxtase e a alegria e para o contentamento e crescimento. Não existe uma resposta correta, não existe UMA resposta correta. Existem MILHÕES de respostas corretas. E a diversão está em juntar as respostas que funcionam melhor, entendem? Estão pegando o sentido de tudo isto?

Vocês não podem fazer isto errado, não podem estragar tudo. Vocês podem se desconectar da clareza, mas E DAÍ? Isto é apenas momentâneo. Dura apenas o tempo suficiente para perceberem que fizeram isso e reconhecerem que não é isso que querem – e então re-identificarem o que desejam. Vocês poderão tropeçar e cair. Lembram-se dos seus filhinhos, quando começaram a aprender a andar? Quando eles caiam, vocês diziam: "Levante-se seu bobinho!"? Ou diziam "Está tudo bem."? Vocês ficavam preocupados, pensando que eles nunca seriam capazes de se levantar, ou sabiam que eles o fariam? Percebam que eles tinham uma vontade interna. Eles não precisavam de vocês. Eles tinham uma vontade e, de uma forma ou de outra, iam descobrir como fazer aquilo, percebem? E de uma forma ou de outra, vocês também vão descobrir como fazer isto. Não precisam de nós.

A vantagem que trazemos a vocês é que os fazemos lembrar de coisas que já sabem. E a vantagem que vocês levam ao Universo é que fazem com que outros se lembrem, em termos ainda mais físicos e explícitos, daquilo que eles já sabem. Temos gostado muito desta interação. Em muitos tópicos, temos ido além do que faz parte deste assunto ou de qualquer outro. Sentimos uma enorme gratidão pela sua vontade de participar, não só nesta sala, não só neste fórum, mas na experiência física. Hoje vocês trouxeram consigo, para esta sala, toda a experiência que juntaram durante sua jornada física. E sem esta experiência física que acumularam – independente de gostarem dela ou não – vocês não seriam quem são e não estariam contribuindo deste modo magnífico no aqui e agora.

Chegará um momento em que serão como o seu ser interior é agora – olharão para trás, até para as experiências mais tristes que tiveram, e serão capazes de enxergar apenas o valor delas.

Haverá um momento em que não terão vontade de falar sobre nenhuma das coisas que os magoaram no instante em que estavam acontecendo, porque, ao regurgitá-las no aqui e agora, sentirão novamente a dor que elas lhes causaram. Mas a partir dessas lembranças, dessa pequena pontada de algo que doeu, vocês se lembrarão de algo muito maior, se lembrarão da nova decisão que tomaram por causa disso, e se lembrarão do esforço mais intenso que fizeram para que sua energia fluísse nessa nova direção. Vocês se lembrarão dos seus sucessos.

Sabem que quando vocês morrem, quando voltam a emergir no não-físico… vocês sabem que não existe morte… sabem que quando re-emergem no não-físico e olham para trás, para as suas experiências, vocês só enxergam as festas? É só dos êxtases que vocês se lembram! É só dos bons momentos que se lembram. Vocês têm acesso somente a esses momentos. Só são capazes de reconhecer os triunfos da sua experiência física. Então, não podemos imaginar por que gastariam seu tempo fazendo qualquer outra coisa, enquanto estão focados fisicamente. Divirtam-se com tudo isto! Existe muito amor para vocês aqui. Nós somos completos.

A Abundância e a Prosperidade



Podemos viver passivamente, esperando que as coisas aconteçam ou que fiquem melhores, ou usarmos ativamente as nossas habilidades de manifestação para criarmos a realidade que queremos no momento seguinte, não importa o que pareça estar acontecendo neste momento. Nossa vida pode ser uma vida de abundância ativa, onde estamos em um estado constante de recebermos milagres sem esforço a cada dia, ou de abundância passiva, onde parece que conseguimos o que queremos após muita dificuldade, no último minuto, recebendo em grande parte o que não queremos ou nada, sob qualquer condição. A escolha da abundância ativa ou passiva é nossa e os resultados de nossas escolhas serão refletidos em nossa realidade.

A palavra abundância traz imediatamente à mente o dinheiro e termos tudo o que queremos (até aquelas coisas que achamos impossíveis). Se tivéssemos abundância, não teríamos muito dinheiro e toda a nossa atual carência seria substituída por coisas que nos trouxessem alegria? A abundância existe em todas as coisas, incluindo o que queremos e o que não queremos. Não podemos julgar a abundância porque é um princípio universal. Se não temos dinheiro, então temos uma abundância de carência. Se nós somos infelizes então temos uma abundância de tristeza. Nossa vida reflete a abundância que criamos a cada momento e temos a abundância em tudo, incluindo problemas e o caos. Se este for o estado de nossa realidade, então estamos manifestando através das crenças que criam aquelas coisas. A lei Universal não julga entre criação consciente e inconsciente, ela simplesmente responde a nossa energia e a nossa intenção.Quando nos envolvemos na abundância ativa, usamos o poder de nossos pensamentos para nos concentrarmos constantemente no que queremos em nossas vidas. E não importa como a nossa realidade pareça no momento, sabemos que ela pode ser mudada.

Para criarmos a abundância no que consideramos como coisas “boas”, devemos ser ativos no processo e isto inclui estarmos dispostos a confiarmos e a termos fé enquanto nos concentramos no que queremos, ou atravessamos as portas que se abrem para nós. Ao sermos passivos neste processo, esperando que as “coisas boas” aconteçam, nos trarão resultados que podem não ser exatamente o que queremos.Esta semana, considerem o tipo de abundância que vocês têm em sua vida agora. Se for alegria, paz e amor incondicional, isto é maravilhoso. Se não, qual é a sua intenção para a sua vida e o que vocês estão fazendo para se tornarem um participante ativo no processo de criar a abundância? Lembrem-se de que a abundância não se refere ao dinheiro; trata-se de estar no fluxo de toda a alegria, a paz, o amor e outras coisas maravilhosas e satisfatórias que vocês querem em sua vida. Devemos ser participantes ativos no processo de abundância, a fim de manifestá-la em nossas vidas, o que significa concentrar a nossa atenção no que queremos, e atravessemos destemidamente as portas que se abrem para nós. Pratiquem a abundância ativa e vocês manifestarão os milagres que merecem e desejam.

A PROSPERIDADE ATIVA
Nosso nível de prosperidade reflete a abundância que estamos recebendo, porque elas estão relacionadas. A abundância é um estado de ser que determina o que receberemos e nós então prosperamos em qualquer nível e tipo de abundância que estamos criando. Como a abundância, nós somos sempre prósperos, mas isto não significa que temos tudo o que queremos. Com a abundância nós determinamos a nossa intenção, com a prosperidade nós recebemos a abundância relacionada a nossa intenção. A lei da prosperidade é sem julgamento e sem emoção; ela simplesmente responde aos nossos pensamentos, energias e palavras. Estamos sempre em um estado de prosperidade, recebendo os resultados de nossos pensamentos e palavras, todos os dias. E podemos aprender a usar a lei da prosperidade para criarmos a vida de nossos sonhos, uma vez que compreendamos que ela meramente responde ao que estamos, ativa ou passivamente, criando.Quando prosperamos, nós recebemos mais de alguma coisa. Embora liguemos prosperidade à riqueza, ela não tem nada a ver com o dinheiro. Para utilizarmos os melhores aspectos da prosperidade, nós temos que nos conectar com a crença de que merecemos, para termos o que desejamos. O Universo nunca nos diz que não podemos ter algo, mas ele não pode nos dar mais do que pedimos, ou mais do que acreditamos merecer. Não importa quanta abundância estabelecemos como intenção, nossas crenças, pensamentos, palavras e ações determinam se ou não, esta se tornará parte de nossa realidade. E nós prosperaremos em tudo o que pudermos receber, o que poderá não corresponder ao que queremos.Podemos ser ativamente prósperos, garantindo que estamos recebendo o que queremos, ou passivamente prósperos, achando que porque não temos o amor, a alegria, as bênçãos financeiras ou a paz que queremos, que somos pobres, indignos e sem esperança. Sentimo-nos então impotentes para criarmos as mudanças que permitirão novos níveis de prosperidade, para que se tornem nossos. Alguns tipos de prosperidade, tal como a carência, nos fazem sentir desconfortáveis.

Outros tipos de prosperidade, tal como a abundância financeira, torna-nos felizes. O fluxo da prosperidade é dinâmico e fluido, mas isto também depende de nossa habilidade para permanecermos neste fluxo, sem limitá-lo, sabotá-lo ou bloqueá-lo. Nosso nível de prosperidade depende de nossa intenção para a abundância.Abordamos a prosperidade do ponto de vista da carência e menos carência, mas realmente trata-se de observar o tipo de prosperidade que estamos criando. Quando nós começamos a partir do ponto da compreensão que temos sempre prosperidade, nós podemos então nos concentrar no que estamos criando, no nível em que queremos estar e mudarmos as intenções, os pensamentos e crenças sobre a abundância que permitirão que novos níveis de prosperidade fluam para nós. Quando quisermos mudar o tipo de prosperidade que estamos recebendo, nós deveremos estar dispostos a deixar ir o que já não mais precisamos ou queremos. Quais pensamentos, sentimentos, crenças ou julgamentos sobre si mesmo e os outros, vocês podem deixar ir, a fim de mudar o tipo de prosperidade que estão recebendo? Tornem-se ativamente prósperos e vocês verão as mudanças se manifestarem em sua vida, e a prosperidade que vocês desejam, será criada.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Cursos GRATUITO Viagem Astral


Olá amigos.

A você que está iniciando a jornada nos estudos espirituais e mesmo que você já tenha uma base, esse curso lhe será muito importante. Aqui foram colocados com carinho conhecimentos e vivências sobre o mundo espiritual, dicas de autores sérios, de sites, de livros importantes e informações gerais sobre multidimensionalidade. O curso é voltado ao aprendizado de forma simples, com termos de fácil acesso, com o objetivo de levar conhecimento a quem precise, independente de credo, religião, posição social, situação intelectual ou condição financeira pois, o curso é gratuito.

Que adentremos com a mente aberta para juntos aprendermos um pouco mais e lapidarmos conhecimentos, garimpando dentro da gente o homem bom, o lado bom de nós, seres humanos.

Muita paz na sua Jornada espiritual.

Visite o site www.viagemastral.com para ouvir os cursos de Projeção Astral!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Revelações de Chico Xavier : Ano 2019


O prestigiado jornal Folha Espírita de maio/11 traz uma revelação feita em 1986, pelo médium Francisco Cândido Xavier a Geraldo Lemos Neto, fundador da Casa de Chico Xavier de Pedro Leopoldo (MG) e da Vinha de Luz Editora, de Belo Horizonte/MG, sobre o futuro reservado ao planeta Terra e a todos os seus habitantes nos próximos anos. Marlene Nobre pelo FE, entrevista Lemos Neto, que disse carregar este fardo há muito tempo (25 anos), cumprindo agora o dever de revelá-lo em sua completude. Diz que, em 1986, quando dessa conversa com o Chico, sentiu que sua mente estava recebendo um tratamento mnemônico diferente para que não viesse a esquecer aquelas palavras proféticas, e que seria chamado a testemunhá-las no momento oportuno, que chegou.

Conhecendo a seriedade dos confrades Marlene Nobre e Geraldo Lemos Neto, sendo que o profeta em questão é nada menos que Chico Xavier, e tendo em vista o teor das considerações a respeito, reputo da mais alta importância a divulgação dessa revelação apocalíptica. É a razão pela qual estou encaminhando esse e-mail a tantos companheiros.

Copiei as partes principais da longa entrevista, mantendo o texto fiel ao que consta do jornal em sua maior parte, sem me ater em pormenores de forma para não estender demais essas palavras. Os grifos no texto são meus. A íntegra pode ser lida no exemplar nº 439, ano XXXV, de maio de 2011 do jornal Folha Espírita.

Entendo ser um momento de muita reflexão de todo o movimento espírita e, acima de tudo, de muita prece, com muito otimismo, positivismo e serenidade, enfatizando-se a necessidade de um maior esforço individual e coletivo de renovação. Os jornais espíritas em geral deveriam encartar em seu corpo o referido exemplar do FE, ou pedir autorização para transcrever a matéria em questão, visando dar a mais ampla divulgação.


Fraternalmente.

Paulo Marinho – CEAE-Genebra




(...) Assim, tive a felicidade de conviver na intimidade com Chico Xavier, dialogando com ele vezes sem conta, madrugada adentro, sobre variados assuntos de nossos interesses comuns, notadamente sobre esclarecimentos palpitantes acerca da Doutrina dos Espíritos e do Evangelho de Jesus.

Um desses temas foi em relação ao Apocalipse, do Novo Testamento. (...) Desde então, Chico tinha sempre uma ou outra palavra esclarecedora sobre o assunto. Numa dessas conversas, lembrando o livro Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, pelo espírito Humberto de Campos, Lemos Neto externou ao Chico sua dúvida quanto ao título do livro, uma vez que ainda naquela ocasião, em meados da década de 80, o Brasil vivia às voltas com a hiperinflação, a miséria, a fome, as grandes disparidades sociais, o descontrole político e econômico, sem falar nos escândalos de corrupção e no atraso cultural.

Lembro-me, como hoje, a expressão surpresa do Chico me respondendo: “Ora, Geraldinho, você está querendo privilégios para a Pátria do Evangelho, quando o fundador do Evangelho, que é Nosso Senhor Jesus Cristo, viveu na pobreza, cercado de doentes e necessitados de toda ordem, experimentou toda a sorte de vicissitudes e perseguições para ser supliciado quase abandonado pelos seus amigos mais próximos e morrer crucificado entre dois ladrões? Não nos esqueçamos de que o fundador do Evangelho atravessou toda sorte de provações, padeceu o martírio da cruz, mas depois ele largou a cruz e ressuscitou para a Vida Imortal! Isso deve servir de roteiro para a Pátria do Evangelho. Um dia haveremos de ressuscitar das cinzas de nosso próprio sacrifício para demonstrar ao mundo inteiro a imortalidade gloriosa!”

Na seqüência da nossa conversa, perguntei ao Chico o que ele queria exatamente dizer a respeito do sacrifício do Brasil. Estaria ele a prever o futuro de nossa nação e do mundo? Chico pensou um pouco, como se estivesse vislumbrando cenas distantes e, depois de algum tempo, retornou para dizer-nos: “Você se lembra, Geraldinho, do livro de Emmanuel A Caminho da Luz? Nas páginas finais da narrativa de nosso benfeitor, no capítulo XXIV, cujo título é O Espiritismo e as Grandes Transições, Emmanuel afirmara que os espíritos abnegados e esclarecidos falavam de uma nova reunião da comunidade das potências angélicas do Sistema Solar, da qual é Jesus um dos membros divinos, e que a sociedade celeste se reuniria pela terceira vez na atmosfera terrestre, desde que o Cristo recebeu a sagrada missão de redimir a nossa humanidade, para, enfim, decidir novamente sobre os destinos do nosso mundo.

Pois então, Emmanuel escreveu isso nos idos de 1938 e estou informado que essa reunião de fato já ocorreu. Ela se deu quando o homem finalmente ingressou na comunidade planetária, deixando o solo do mundo terrestre para pisar pela primeira vez o solo lunar. O homem, por seu próprio esforço, conquistou o direito e a possibilidade de viajar até a Lua, fato que se materializou em 20 de julho de 1969. Naquela ocasião, o Governador Espiritual da Terra, que é Nosso Senhor Jesus Cristo, ouvindo o apelo de outros seres angelicais de nosso Sistema Solar, convocara uma reunião destinada a deliberar sobre o futuro de nosso planeta. O que posso lhe dizer Geraldinho, é que depois de muitos diálogos e debates entre eles foram dadas diversas sugestões e, ao final do celeste conclave, a bondade de Jesus decidiu conceder uma última chance à comunidade terráquea, uma última moratória para a atual civilização no planeta Terra. Todas as injunções cármicas previstas para acontecerem ao final do século XX foram então suspensas, pela Misericórdia dos Céus, para que o nosso mundo tivesse uma última chance de progresso moral.

O curioso é que nós vamos reconhecer nos Evangelhos e no Apocalipse exatamente este período atual, em que estamos vivendo, como á uma décima hora ou a hora derradeira, ou mesmo a chamada última hora”.

Extremamente curioso com o desenrolar do relato de Chico Xavier, perguntei-lhe sobre qual fora então as deliberações de Jesus, e ele me respondeu: Nosso Senhor deliberou conceder uma moratória de 50 anos à sociedade terrena, a iniciar-se em 20 de julho de 1969, e, portanto, a findar-se em julho de 2019. Ordenou Jesus, então, que seus emissários celestes se empenhassem mais diretamente na manutenção da paz entre os povos e as nações terrestres, com a finalidade de colaborar para que nós ingressássemos mais rapidamente na comunidade planetária do Sistema Solar, como um mundo mais regenerado, ao final desse período.

Algumas potências angélicas de outros orbes de nosso Sistema Solar recearam a dilação do prazo extra, e foi então que Jesus, em sua sabedoria, resolveu estabelecer uma condição para os homens e as nações da vanguarda terrestre. Segundo a imposição do Cristo, as nações mais desenvolvidas e responsáveis da Terra deveriam aprender a se suportarem umas às outras, respeitando as diferenças entre si, abstendo-se de se lançarem a uma guerra de extermínio nuclear. A face da Terra deveria evitar a todo custo a chamada III Guerra Mundial. Segundo a deliberação do Cristo, se e somente se as nações terrenas, durante este período de 50 anos, aprendessem a arte do bem convívio e da fraternidade, evitando uma guerra de destruição nuclear, o mundo terrestre estaria enfim admitido na comunidade planetária do Sistema Solar como um mundo em regeneração. Nenhum de nós pode prever, Geraldinho, os avanços que se darão a partir dessa data de julho de 2019, se apenas soubermos defender a paz entre nossas nações mais desenvolvidas e cultas!”

Perguntei então ao Chico a que avanços ele se referia e ele me respondeu: Nós alcançaremos a solução para todos os problemas de ordem social, como a solução para a pobreza e a fome que estarão extintas; teremos a descoberta da cura de todas as doenças do corpo físico pela manipulação genética nos avanços da Medicina; o homem terrestre terá amplo e total acesso à informação e à cultura, que se fará mais generalizada; também os nossos irmãos de outros planetas mais evoluídos terão a permissão expressa de Jesus para se nos apresentarem abertamente, colaborando conosco e oferecendo-nos tecnologias novas, até então inimagináveis ao nosso atual estágio de desenvolvimento científico; haveremos de fabricar aparelhos que nos facilitarão o contato com as esferas desencarnadas, possibilitando a nossa saudosa conversa com os entes queridos que já partiram para o além-túmulo; enfim estaríamos diante de um mundo novo, uma nova Terra, uma gloriosa fase de espiritualização e beleza para os destinos de nosso planeta.”

Então perguntei a ele: Chico, até agora você tem me falado apenas da melhor hipótese, que é esta em que a humanidade terrestre permaneceria em paz até o fim daquele período de 50 anos. Mas, e se acontecer o caso das nações terrestres se lançarem a uma guerra nuclear? “Ah! Geraldinho, caso a humanidade encarnada decida seguir o infeliz caminho da III Guerra Mundial, uma guerra nuclear de conseqüências imprevisíveis e desastrosas, aí então a própria mãe Terra, sob os auspícios da Vida Maior, reagirá com violência imprevista pelos nossos homens de ciência. O homem começaria a III Guerra, mas quem iria terminá-la seriam as forças telúricas da natureza, da própria Terra cansada dos desmandos humanos, e seríamos defrontados então com terremotos gigantescos; maremotos e ondas (tsunamis) conseqüentes; veríamos a explosão de vulcões há muito tempo extintos; enfrentaríamos degelos arrasadores que avassalariam os pólos do globo com trágicos resultados para as zonas costeiras, devido à elevação dos mares; e, neste caso, as cinzas vulcânicas associadas às irradiações nucleares nefastas acabariam por tornar totalmente inabitável todo o Hemisfério Norte de nosso globo terrestre.”

Segundo o médium, em todas as duas situações, o Brasil cumprirá o seu papel no grande processo de espiritualização planetária. Na melhor das hipóteses, nossa nação crescerá em importância sociocultural, política e econômica perante a comunidade das nações. Não só seremos o celeiro alimentício e de matérias-primas para o mundo, como também a grande fonte energética com o descobrimento de enormes reservas petrolíferas que farão da Petrobras uma das maiores empresas do mundo”.

E prosseguiu Chico: O Brasil crescerá a passos largos e ocupará importante papel no cenário global, e isso terá como conseqüência a elevação da cultura brasileira ao cenário internacional e, a reboque, os livros do Espiritismo Cristão, que aqui tiveram solo fértil no seu desenvolvimento, atingirão o interesse das outras nações também. Agora, caso ocorra a pior hipótese, com o Hemisfério Norte do planeta tornando-se inabitável, grandes fluxos migratórios se formariam então para o Hemisfério Sul, onde se situa o Brasil, que então seria chamado mais diretamente a desempenhar o seu papel de Pátria do Evangelho, exemplificando o amor e a renúncia, o perdão e a compreensão espiritual perante os povos migrantes.

A Nova Era da Terra, neste caso, demoraria mais tempo para chegar com todo seu esplendor de conquistas científicas e orais, porque seria necessário mais um longo período de reconstrução de nossas nações e sociedades, forçadas a se reorganizarem em seus fundamentos mais básicos.”

Pergunta Marlene Nobre pela Folha Espírita - Segundo Chico Xavier, esses fluxos migratórios seriam pacíficos? Geraldo - Infelizmente não. Segundo Chico me revelou, o que restasse da ONU acabaria por decidir a invasão das nações do Hemisfério Sul, incluindo-se aí obviamente o Brasil e o restante da América do Sul, a Austrália e o sul da África, a fim de que nossas nações fossem ocupadas militarmente e divididas entre os sobreviventes do holocausto no Hemisfério Norte. Aí é que nós, brasileiros, iríamos ser chamados a exemplificar a verdadeira fraternidade cristã, entendendo que nossos irmãos do Norte, embora invasores a “mano militare”, não deixariam de estar sobrecarregados e aflitos com as conseqüências nefastas da guerra e das hecatombes telúricas, e, portanto, ainda assim, devendo ser considerados nossos irmãos do caminho, necessitados de apoio e arrimo, compreensão e amor.

Neste ponto da conversa, Chico fez uma pausa na narrativa e completou: Nosso Brasil como o conhecemos hoje será então desfigurado e dividido em quatro nações distintas. Somente uma quarta parte de nosso território permanecerá conosco e aos brasileiros restarão apenas os Estados do Sudeste somados a Goiás e ao Distrito Federal. Os norte-americanos, canadenses e mexicanos ocuparão os Estados da Região Norte do País, em sintonia com a Colômbia e a Venezuela. Os europeus virão ocupar os Estados da Região Sul do Brasil unindo-os ao Uruguai, à Argentina e ao Chile. Os asiáticos, notadamente chineses, japoneses e coreanos, virão ocupar o nosso Centro-Oeste, em conexão com o Paraguai, a Bolívia e o Peru. E, por fim, os Estados do Nordeste brasileiro serão ocupados pelos russos e povos eslavos. Nós não podemos nos esquecer de que todo esse intrincado processo tem a sua ascendência espiritual e somos forçados a reconhecer que temos muito que aprender com os povos invasores.

Vejamos, por exemplo: os norte-americanos podem nos ensinar o respeito às leis, o amor ao direito, à ciência e ao trabalho. Os europeus, de uma forma geral, poderão nos trazer o amor à filosofia, à música erudita, à educação, à história e à cultura. Os asiáticos poderão incorporar à nossa gente suas mais altas noções de respeito ao dever, à disciplina, à honra, aos anciãos e às tradições milenares. E, então, por fim, nós brasileiros, ofertaremos a eles, nossos irmãos na carne, os mais altos valores de espiritualidade que, mercê de Deus, entesouramos no coração fraterno e amigo de nossa gente simples e humilde, essa gente boa que reencarnou na grande nação brasileira para dar cumprimento aos desígnios de Deus e demonstrar a todos os povos do planeta a fé na Vida Superior, testemunhando a continuidade da vida além-túmulo e o exercício sereno e nobre da mediunidade com Jesus”.

FE: O Brasil, embora sofrendo o impacto moral dessa ocupação estrangeira, estaria imune aos movimentos telúricos da Terra? Geraldinho – Infelizmente, não. Segundo Chico Xavier, o Brasil não terá privilégios e sofrerá também os efeitos de terremotos e tsunamis, notadamente nas zonas costeiras. Acontece que de acordo com o médium, o impacto por aqui será bem menor se comparado com o que sobrevirá no Hemisfério Norte do planeta.

FE - Você também crê que a ida do homem à Lua, em julho de 1969, tenha precipitado de certa forma a preocupação com as conquistas científicas dos humanos, que poderiam colocar em risco o equilíbrio do Sistema Solar?

Geraldinho – sim, creio que a revelação de Chico Xavier a respeito traz, nas entrelinhas, essa preocupação celeste quanto às possíveis interferências dos humanos terráqueos nos destinos do equilíbrio planetário em nosso Sistema Solar. Pelo que Chico Xavier falou, alguns dos seres angélicos de outros orbes planetários não estariam dispostos a nos dar mais este prazo de 50 anos, que vencerá daqui a apenas oito anos, temerosos talvez de nossas nefastas e perniciosas influências. Essa última hora bem que poderia ser por nós considerada como a última bênção misericordiosa de Jesus Cristo em nosso favor, uma vez que, pela explicação de Chico Xavier, foi ele, Nosso Senhor, quem advogou em favor de nossa causa, ainda mais vez mais.

Outra decisão dos benfeitores espirituais da Vida Maior foi a que determinou que, após o alvorecer do ano 2000 da Era Cristã, os espíritos empedernidos no mal e na ignorância não mais receberiam a permissão para reencarnar na face da Terra. Reencarnar aqui, a partir dessa data equivaleria a um valioso prêmio justo, destinado apenas aos espíritos mais fortes e preparados, que souberam amealhar, no transcurso de múltiplas reencarnações, conquistas espirituais relevantes como a mansidão, a brandura, o amor à paz e à concórdia fraternal entre povos e nações. Insere-se dentro dessa programação de ordem superior a própria reencarnação do mentor espiritual de Chico Xavier, o espírito Emmanuel, que, de fato, veio a renascer, segundo Chico informou a variados amigos mais próximos, exatamente no ano 2000. Certamente, Emmanuel, reencarnado aqui no coração do Brasil, haverá de desempenhar significativo papel na evolução espiritual de nosso orbe.

Todos os demais espíritos, recalcitrantes no mal, seriam então, a partir de 2000, encaminhados forçosamente à reencarnação em mundos mais atrasados, de expiações e de provas aspérrimas, ou mesmo em mundos primitivos, vivenciando ainda o estágio do homem das cavernas, para poderem purgar os seus desmandos e a sua insubmissão aos desígnios superiores. Chico Xavier tinha conhecimento desses mundos para onde os espíritos renitentes estariam sendo degredados. Segundo ele, o maior desses planetas se chamaria Kírom ou Quírom.

É a nossa última chance, é a última hora... Não há mais tempo para o materialismo. Não há mais tempo para ilusões ou enganos imediatistas. Ou seguiremos com a Luz que efetivamente buscarmos, ou nos afundaremos nas sombras de nossa própria ignorância. Que será de nós? A resposta está em nosso livre-arbítrio, individual e coletivo. É A nossa escolha de hoje que vai gerar o nosso destino. Poderemos optar pelo melhor caminho, o da fraternidade, da sabedoria e do amor, e a regeneração chegará para nós de forma brilhante a partir de 2019; ou poderemos simplesmente escolher o caminho do sofrimento e da dor e, neste caso infeliz, teremos um longo período de reconstrução que poderá durar mais de mil anos, segundo Chico Xavier. Entretanto, sejamos otimistas. Lembremo-nos que deste período de 50 anos já se passaram 42 anos em que as nações mais desenvolvidas e responsáveis do planeta conseguiram se suportar umas às outras sem se lançarem a uma guerra de extermínio nuclear. Essa era a pré-condição imposta por Jesus.

Não estamos entregues à fatalidade nem predeterminados ao sofrimento. Estamos diante de uma encruzilhada do destino coletivo que nos une à nossa casa planetária, aqui na Terra. Temos diante de nós dois caminhos a seguir. O caminho do amor e da sabedoria nos levará a mais rápida ascensão espiritual coletiva. O caminho do ódio e da ignorância acarretar-nos-á mais amplo dispêndio de séculos na reconstrução material e espiritual de nossas coletividades. Tudo virá de acordo com nossas escolhas de agora, individuais e coletivas. Oremos muito.

O próprio Emmanuel, através de Chico Xavier, respondendo a uma entrevista já publicada em livro nos diz que as profecias são reveladas aos homens para não serem cumpridas. São na realidade um grande aviso espiritual para que nos melhoremos e afastemos de nós a hipótese do pior caminho.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Encontre seu PROPÓSITO de VIDA



Qual é o caminho certo para você?

“Qual é o meu propósito de vida?”, é a pergunta que mais frequentemente me fazem, e com boa razão! Todos e cada um de nós têm um propósito igualmente importante. Quando estamos trabalhando nele, toda a nossa vida se torna curada. Sentimo-nos mais felizes e mais saudáveis. Até as nossas finanças melhoram!

Antes que vocês nascessem, vocês trabalharam com os seus anjos para orquestrar uma missão de vida que ajudasse outros e que fosse emocionalmente gratificante. Este papel também lhes garante o crescimento da alma e vem com uma garantia de que vocês serão completamente apoiados quando o realizarem.

A missão de todos tem o mesmo elemento subjacente do amor. Em essência, estamos todos aqui para aprender, lembrar e ensinar esta poderosa emoção. Cada ação que empreendemos ou demonstra o amor ou o medo. Quando escolhemos o caminho do amor, evoluímos espiritualmente, ajudamos outros e equilibramos o nosso Karma.

A pergunta sobre o propósito de vida diz respeito a que forma o seu caminho do amor irá tomar. Vocês serão curadores, professores, artistas, pais, zeladores e assim por diante? A maior parte das pessoas pede uma leitura do propósito de vida porque elas querem encontrar uma carreira que seja significativa e que pague as contas. Elas querem uma garantia de que elas possam deixar o seu atual emprego e estarem financeiramente seguras.

Há uma garantia, desde que vocês estejam dispostos a ouvir cuidadosamente e seguir a sua orientação interior Divina. O Arcanjo Miguel sabe o que envolve o seu propósito de vida e o dos demais. Ele é o supervisor dos propósitos de vida, como um maestro, que assegura que todos os músicos estejam tocando as suas partes. Vocês, como um dos músicos na orquestra, são muito necessários, e a sua contribuição é tão importante quanto a dos outros. Cada um de nós está desempenhando um papel no plano da paz de Deus.

Felizmente, o seu propósito de vida envolve ações e tópicos em que já estão interessados. Geralmente, isto está centrado em torno de atividades que vocês fariam gratuitamente, apenas pela alegria delas! Se não tiverem certeza sobre o que estão apaixonados, perguntem a um ente querido de confiança! Esta pessoa tem observado que temas e atividades os emocionam. E estes são as bases para o seu propósito de vida.

Este propósito é tão excitante e gratificante que vocês despertarão pela manhã revigorados com o dia à frente. A abundância fluirá para vocês, porque vocês passarão naturalmente muito tempo com este empenho. Seu entusiasmo irá conduzi-los a se tornarem muito proficientes nisto.

Como Doreen diz: “Os Anjos ficam felizes ao orientar cada aspecto do seu propósito de vida!”